OUTUBRO ROSA: alerta sobre prevenção e diagnóstico precoce.


Nem sempre dá para evitar o câncer de mama. Mas o mastologista Carlos Alberto Ruiz, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP), aproveita o Outubro Rosa para dar uma boa notícia às mulheres que não conseguiram escapar dessa doença: “Mesmo quando o tumor surge, se é detectado no início, a chance de cura é alta. Há muita vida após o diagnóstico precoce”.

O mês de Outubro já é conhecido mundialmente como um mês marcado por ações afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimento, conhecido como Outubro Rosa, é celebrado anualmente desde os anos 90. O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

Na maioria das vezes, o câncer pode ser detectado em suas fases iniciais, antes mesmo de apresentar qualquer sintoma. Isso porque existem exames como a mamografia, que utiliza a radiação para conseguir criar imagens de dentro da mama, podendo revelar a presença de tumores ainda muito pequenos.

A maior parte das mulheres acabam descobrindo o câncer sozinha, através do autoexame, que consiste em apalpar as mamas e as regiões próximas à procura de algum caroço.

No entanto, o autoexame só serve como diagnóstico quando o câncer já está mais avançado: enquanto a mamografia consegue detectar tumores menores que 1 centímetro (em estágio inicial), o caroço só pode ser percebido no autoexame quanto atinge 2 centímetros — diminuindo as chances de cura.

Por isso, o autoexame não dispensa a mamografia, que é uma radiografia das mamas capaz de detectar alterações precoces.

Além da mamografia, outros exames serão solicitados caso o médico ache necessários - como no caso do ultra-som e da ressonância. Estes exames não substituem a mamografia, apenas auxiliam na descoberta da doença.

Sentir um nódulo nas mamas é o que muitas acreditam ser o único sinal do câncer de mama. Embora a doença seja geralmente assintomática nos primeiros estágios, enquanto o tumor é pequeno, a medida em que o câncer se desenvolve, vão surgindo outros sintomas. São eles:

  • Alterações no formato ou no tamanho da mama;

  • Pele com aspecto anormal, semelhante à casca de laranja;

  • Vermelhidão, calor e dor, no caso de câncer de mama inflamatório;

  • Feridas e crostas na pele do mamilo (bico do seio);

  • Coceira frequente na aréola e no mamilo;

  • Inversão do mamilo/mamilo afundado;

  • Liberação de secreções ou sangue pelo mamilo;

  • Inchaços e nódulos nas axilas.

Neste mês da Mulher não perca a oportunidade, venha para a Biodiagnósticos e realize seus exames:

Mamografia

Ultrassom das mamas

Preventivo

Ultrassom Transvaginal.

A prevenção e o diagnóstico precoce são essenciais para um tratamento eficaz aumentando as chances de cura.

PREVINA-SE!!!


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes